alheira

Morcela doce: prove esta delicia de Arouca

Nem todos os enchidos portugueses são feitos com carne e preparados de forma a serem comidos ou como prato principal ou como entrada. É o caso da morcela doce de Arouca, um enchido que combina açúcar com um toque salgado de alguns dos seus ingredientes, e com canela.

A morcela doce de Arouca é essencialmente um enchido – feito com tripas recheadas – mas com um sabor doce, por ser feito com miolo de pão e amêndoa. São assim feitas como as morcelas, mudando-se o recheio para um doce.

Atualmente já se vendem estes enchidos doces comercialmente em caixas de cartão colorido, mas não são tão fáceis de encontrar como pasteis de nada. Segundo o site oficial de produtos tradicionais portugueses este doce de Arouca, tal como muitos outros, teve origem no Convento de Santa Mafalda, onde as freiras vendiam ou ofereciam doces como “mimos” às entidades “civis e eclesiásticas merecedoras de proventos de tão ricos manjares.”

Impressione os seus convidados e família com o nosso eBook de receitas deliciosas.

Com o tempo os doces passaram a sair fora do Convento de Santa Mafalda e tornaram-se parte das festas e romarias populares, que ajudaram os doces de Arouca a ser conhecidos fora da sua região. As morcelas de Arouca, tal como outros doces, dizem-se estar ligadas a estas festas.

Como fazer morcela doce

A receitas destas morcelas já é mais conhecida, e foi muito partilhada com o tempo. Aqui fica uma que aparenta ser a mais tradicional.

Ingredientes necessários:

  • 200 ml de água
  • 500 g de açúcar
  • 200g de amêndoa ralada
  • 125g manteiga
  • 2 ovos
  • 125g de miolo de pão
  • 1 colher de café de canela
  • Tripa

Modo de preparação:

  1. Comece por fazer uma calda de açúcar de partes igual água e açúcar. Leve ao lume até ficar em ponto de cabelo. Consegue saber se está neste ponto se colocar calda entre os dedos e se formar um fio resistente ao afastar.
  • Misture à parte os ovos batidos, o miolo de pão, a amêndoa ralada, o resto do açúcar e a canela. Junte à calda e deixe cozer um pouco, e depois amasse tudo até obter uma pasta.
  • Encha as tripas, previamente tratadas com sal, limão e laranja. Cada morcela doce deverá ter apenas uns centímetros de comprimento. Ate-as e passe-as por água a ferver. Depois deixe-as secar.
  • Antes de servir, frite-as em manteiga.

Onde comprar morcela doce

Se não quiser preparar estas morcelas em casa, pode ainda simplesmente comprá-las e degustá-las. O local mais popular para tal aparenta ser a Casa dos Doces Conventuais de Arouca, que trouxe os doces da região também para Lisboa.

No pise 1 do Centro Comercial Colombo, em Lisboa, o primeiro espaço fora da vila de Arouca a vender estes doces foi aberto. Poderá comprar também outros doces conventuais da vila, como o pão de são Bernardo ou os charutos de amêndoa.

Note que os segredos das receitas inventadas pelas freiras do Mosteiro de Arouca não são revelados, e como tal a receita de morcela doce de Arouca que temos acima é apenas a que circula e não a verdadeira tradicional criada pelas freiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

back to top